quinta-feira, 28 de abril de 2011


Eu não quero mais limites, hora certa ou cobranças. Quero fazer tudo exatamente na hora e da maneira que eu desejar. Se eu não desejar? Não faço, me afasto, despacho. Já não me importo com o que disseram, dizem ou vão dizer. São os outros e os outros não me conhecem... não de verdade. Renderei-me as sensações, emoções e futuras frustrações. Eu não quero mais mistérios, segredos ou dilemas. Já disse, eu me rendo. Não vou mais enlouquecer e tentar entender. Desisto, eu preciso arriscar perder o controle, me descabelar. Meus sentidos e sentimentos estão vivos e necessitam viver. Existe algo dentro de mim que não consegue mais se esconder. A partir de agora , eu vou viver.


Aprendi tudo que eu acho que deveria aprender. 
Se não foi por bem, foi por mal. Uma hora a gente aprende. Aprendi a me amar, a ser mais eu sempre! Aprendi que amor não vem com o tempo, aprendi que pra ser amor, não precisa de data validade, ou de fabricação, amor vem, amor vai, independente do tempo de duração, a gente sabe. Aprendi que amigos de verdade vão estar com você na alegria e na tristeza, e se você tiver um desses, não o deixe ir jamais. Aprendi que quando uma coisa tem que ir embora, ela se vai, é falta de QI insistir no que jamais deu certo. Aprendi que na vida tudo é merecimento, nada cai do céu. Aprendi também que a vida deixa marcas que jamais serão apagadas, pessoas que jamais serão substituídas, e que nada é por acaso. Aprendi, e você vai aprender também, se não for por bem, será por mal, é a vida, abstrai !

(foto: Gabrielle)

quarta-feira, 27 de abril de 2011

É triste saber que um dia vou ver você passar e não sentir cada milímetro do meu corpo arder e enjoar. É triste saber que um dia vou ouvir sua voz ou olhar seu rosto e o resto do mundo não vai desaparecer. O fim do amor é ainda mais triste do que o nosso fim. É, isso é culpa minha, por eu ter me tornado tão insensível, que nem posso mais sentir você aqui. Eu digo o que condiz, eu gosto mesmo é do estrago. Acho que o problema é comigo as pessoas me cansam, me tiram as forças a tal ponto que eu não consigo abandoná-las. Eu aprendi a odiar as pessoas, mas ainda mais a mim. Na verdade, só amamos quem não precisar de nós. O amor é o ridiculo da vida.


Me diz, vai valer a pena? Ou vou passar pela mesmo coisa do passado? Vou sofrer outra vez? Vou me iludir outra vez? Vou amar sozinha? Vou ser trocada?

- não, não me responda, melhor deixar assim :(

Atração, não é o mesmo que amor!

E eu acreditei que não iria mais sofrer. Pelo menos por enquanto. :(

Há momentos na vida da gente que a gente se pergunta por que é que as coisas são assim. São nesses momentos, que paramos para refletir sobre o real sentido das coisas, descobrindo assim as certezas e as incertezas da vida que a gente vem carregando desde de sempre. O interessante disso tudo, é que não é apenas questão de rever os principios, mas é questão de rever a sí mesmo, em quem você se tornou em como você interage com as pessoas, se perguntar por que as coisas são assim não adianta em nada se você não demonstra pra você mesmo o seu brilho, a sua força, a sua garra, o seu carisma, o seu alto astral, o seu vigor, sua juventude.Não basta apenas mostrar pra você mesmo, você deve agarrar isso com tudo, e provar pra todo mundo do que você é capaz e como você se dispõe a encarar seu medos e seus tropeços de cabeça erguida de peito aberto sem medo sem preceito sem esquecer de quem você realmente é de que como você realmente gostaria de ser.
É com esse pensamento, abre as portas de você mesmo para que o seu verdadeiro eu mostre a todos quem está por dentro e abrindo essa porta, também, é que você consegue trazer pra dentro, interagir com o exterior, absorver as coisas. Nessas horas, temos que ficar atentos e criar um filtro para drenar tudo de ruim e absorvermos somente o bom, o agradavel, o doce. Se você consegue acordar todos os dias, com o brilho nos olhos, disposto a enfrentar seus medos, e dar um tapa nos inimigos, você consegue obter de você mesmo e dos outros tudo aquilo que você sonha, tudo aquilo que você quer.a capacidade de nos apaixonarmos todos os dias é que nos faz criar asas e alçar vôo rumo a lugares mais distantes, mais bonitos. O fogo inocente dos olhos de uma criança, o brilho curioso, é o que devemos ter para conseguirmos sonhar, viver, sorrir e crescer.

Era dia 25 de Agosto. Marcos e Gabriela estavam completando o segundo mês de namoro. Marcos estava indo encontrar sua namorada, levando consigo um grande e lindo buquê de rosas. Mas quando Marcos estava atravessando a última rua para chegar a ela, já estavam até se vendo. E foi aí que Marcos foi atropelado por um carro. Quando se deu conta já estava estirado no chão, sem nem mesmo saber ao certo como foi parar ali. Gabriela correu até Marcos, gritando socorro e chorando, totalmente desesperada. E Marcos apenas olhava para ela, passando a mão em seu rosto sem demonstrar nenhuma expressão, até que desmaiou. Uma equipe de médicos corria com Marcos em uma maca por um dos corredores do hospital, e Gabriela teve que ficar esperando, aflita, sem conseguir parar de chorar. Os pais de Marcos chegaram ao hospital, e foram falar com Gabriela. Ela explicou à eles tudo o que aconteceu, e a mãe de Marcos se pôs à chorar enquanto seu marido a abraçava, consolando-a.
Todos estavam aflitos na sala de espera, e então finalmente chegou um médico para conversar com eles sobre o estado de Marcos. Ele fez uma expressão de preocupação, tirou os óculos, e disse que Marcos se encontrava em estado grave. Ele ainda estava inquonciente, e o médico também disse que ele poderia morrer a qualquer momento, e mesmo que ele sobrevivesse provavelmente iriam ficar seqüelas. Nisso os pais de Marcos começaram a chorar desesperadamente e Gabriela saiu correndo do hospital. Gabriela chegou em casa, correu para seu quarto e bateu a porta. Sem nem mesmo falar nada com seus pais. Apenas caiu na cama, junto com um travesseiro ao seu rosto, chorando como nunca antes em sua vida. Ela não conseguia acreditar que o seu grande amor estava naquele estado, ela não conseguia acreditar que a qualquer instante ele poderia morrer. E também ela que tinha escolhido aquele lugar para eles se encontrarem, se não fosse por isso Marcos não estaria a ponto de morrer agora. Pensando nisso um sentimento de culpa toma Gabriela e ela chora ainda mais, até adormecer.
Amanhece, e Gabriela acorda, mas sem a menos vontade de sair da cama, quer dizer, sem vontade de nem ter acordado. Ela não queria acordar novamente sabendo que Marcos estava daquele jeito. Então Gabriela levantou da cama e saiu correndo de casa, nem tomou o café da manhã, apenas saiu pela porta rumo ao hospital. Gabriela foi andando lentamente pela calçada, pensando em Marcos, em tudo que tinha acontecido, e que ela não podia deixar que ele se fosse daquele jeito. Ela precisava dele, precisava dele para sempre. Assim, Gabriela com lágrimas escorrendo por seu rosto, saiu em disparada ao hospital. Chegando lá, perguntou qual era o quarto de Marcos à recepcionista e foi direto até lá. Abriu a porta e viu Marcos na cama, inconsciente, cheio de curativos e gessos espalhados pelo corpo e com fios dos aparelhos em seu peito, junto há uma máscara para ele poder respirar. Gabriela se aproximou lentamente, segurou firme com as duas mãos a beirada de metal que investia a cama, e olhou fixamente para Marcos. Seus lábios estavam trêmulos, e de repente se viam lágrimas escorrendo por todo seu rosto. Gabriela não conseguia se controlar, não conseguia seus sentimentos, não conseguia controlar nada em momento algum.
Gabriela então se dirigiu a uma poltrona ao lado da cama, e sentou-se. Ela buscou lentamente uma das mãos de Marcos pela cama, e então a segurou suavemente, mas com firmeza, por que ela não queria solta-lo nunca. Ela o queria junto dela para sempre, para toda eternidade. E no instante que ela tocou sua mão, ela não somente teve certeza que queria, mas sim, a certeza de que ela precisava dele para sempre. E ela faria qualquer coisa para ter Marcos novamente, faria qualquer coisa para vê-lo bem mais uma vez, nem que fosse por apenas mais um dia. Ela daria sua própria vida pelo bem estar de Marcos. Sentada na poltrona, segurando a mão de Marcos, Gabriela adormeceu, ainda com lágrimas por todo seu rosto, mas para surpreender, com um leve sorriso também.
Há essa hora os pais de Gabriela já estavam totalmente desesperados e preocupados. Gabriela não dava notícias há horas, tinha desaparecido. Seus pais ligavam para todos os conhecidos perguntando por Gabriela, e nada. Então sem mais idéias de onde Gabriela poderia estar, seus pais se lembram de Marcos no hospital. Pegam logo o carro e saem apressados até o hospital, rezando para que sua filha estivesse lá. Chegando ao hospital, já tarde da noite, aflitos, correram até o balcão e perguntaram à recepcionista se ela tinha visto Gabriela, se ela tinha ido visitar Marcos. E então, a recepcionista com uma expressão de surpresa se lembra que Gabriela tinha ido visitar Marcos, mas não se lembrava de tê-la visto ir embora. Os pais de Gabriela acompanharam a recepcionista até o quarto de Marcos. Quando entraram no quarto viram Gabriela sentada na poltrona, ainda segurando a mão de Marcos. Gabriela tinha passado o dia inteiro no hospital, sem ninguém perceber. Tinha dormido o dia todo, mas segurando a mão de Marcos todo o tempo.
Os pais de Gabriela correram até sua filha gritando seu nome. Sacudiram Gabriela, chamando-a, mas Gabriela não acordava, não fazia nenhum movimento. Os pais de Gabriela começaram há ficar assustados. A recepcionista chegou perto de Gabriela e levou sua mão até seu pescoço para checar seu pulso. Foi aí que veio a surpresa. A recepcionista arregalou os olhos e chamou ás pressas os enfermeiros. Os pais de Gabriela se entreolhavam confusos, e sua mãe perguntava sem parar à enfermeira o que estava acontecendo, enquanto os enfermeiros levavam sua filha, acompanhados de um médico. Então foi aí que a recepcionista se virou para eles, e disse que Gabriela estava sem pulso. Nesse momento Gabriela estava em uma sala, deitada, cercada de médicos que tentavam de tudo para obter algum sinal de vida dela, mas nada de Gabriela. Passaram-se dez minutos, e os médicos já estavam perdendo a esperança. Mais cinco minutos, e eles deram Gabriela como morta.
Gabriela tinha passado o dia todo no hospital, apenas dormindo e segurando a mão de Marcos, e em algum momento desses, ela simplesmente morreu. Os médicos estavam intrigados, não sabiam nenhuma possível causa de sua morte, ela apenas morreu, sem nenhuma explicação. Gabriela tinha morrido dormindo. Os médicos saem da sala e alguns deles vão falar com os pais de Gabriela. Eles então explicam que Gabriela tinha morrido, sem nenhuma causa. Os pais de Gabriela ficaram perplexos com a notícia, só conseguiam chorar. Era muito difícil para eles acreditar que tinham perdido sua única filha. Nisso uma equipe de médicos passa correndo pelo corredor do hospital em direção ao quarto de Marcos. Era quase impossível de acreditar, mas Marcos realmente tinha acordado, ainda sem forças até para ficar com os olhos abertos por muito tempo, mas ele tinha acordado, ele não corria mais risco de vida. Marcos estava bem agora, ao contrário de sua amada.
  Os pais de Marcos recebem a notícia por telefone, e então ficam totalmente felizes e aliviados de saber que o seu filho estava finalmente bem de novo. Mas os médicos disseram para eles esperarem um tempo antes de irem visitá-lo por que Marcos ainda não estava preparado para receber visitas tão cedo. Passaram-se alguns dias e Marcos se encontrava em um estado melhor para receber visitas e seus pais foram vê-lo. Seu filho estava bem novamente, e seus pais só conseguiam pensar em como iriam contar à ele que Gabriela tinha morrido, eles sabiam que ele não iria suportar isso. Passam-se mais alguns dias e completa-se uma semana que Marcos tinha acordado. Ele então recebe alta do Hospital e volta pra casa. E no mesmo dia, sem se passar muito tempo, Marcos pergunta sobre Gabriela para seus pais. Seus pais se olham, sem dizer nada. E a mãe de Marcos coloca a mão sobre o ombro de seu marido, ele então chama Marcos para conversar. Marcos o acompanha até a varanda de sua casa e ele começa à dizer: “Filho, eu sei que você ama muito a Gabriela e também sei como ela é importante pra você. Eu não sei como te dizer isso, mas... filho, a Gabriela... morreu”.
Naquele momento Marcos ficou totalmente paralisado, surpreso e atordoado. Ele não conseguia acreditar no que tinha acabado de ouvir, ele não queria acreditar. Marcos então, caí de joelhos e lágrimas escorrem por seu rosto, ele só conseguia pensar em uma coisa: ‘Como ele iria poder viver sem o amor da sua vida, como ele iria continuar sem a sua Gabriela, sem o seu grande amor ...?’ Marcos sabia que mesmo tendo apenas dois meses de namoro com Gabriela, ele sabia que era ela a mulher de sua vida, e que sem ela ele não poderia viver, ele nem ao menos teria um motivo pra viver. Por que o seu maior bem, a sua maior prioridade, o seu amor, a sua vida, não estava junto dele mais. O pai de Marcos diz que lamenta muito, e Marcos o pedi para ficar sozinho e seu pai sai como desejado. Marcos vai para seu quarto e tranca a porta. Lá ele começa a escrever um bilhete para seus pais, um bilhete de despedida. Marcos sabia que não iria suportar a dor e a angustia de ter que viver sem Gabriela, ele não sabia outra solução para ficar junto de seu amor.
Então com o bilhete terminado Marcos sai de casa, sem deixar seus pais perceberem e deixa o bilhete sobre a cama deles. Sua mãe então o chama para o almoço, mas não ouvi nenhuma resposta de seu filho. Ela então vai procurá-lo no quarto dele, mas não o encontra.Ela o chama várias vezes, mas nenhuma resposta. Então ela vai a seu quarto e de seu marido, mas Marcos também não estava lá. E antes de sair, quase fechando a porta, ela repara uma coisa sobre a cama. Um bilhete, o bilhete de Marcos. Quando vê que era de Marcos, ela se assusta e chama logo seu marido para lerem juntos. Seu marido chega ao quarto, e ela mostra o bilhete a ele e eles então começam a ler juntos.
’Meus queridos pais, quando estiverem lendo isso, eu provavelmente já estarei morto. Me desculpem, mas sem a Gabriela, acho que seria impossível eu continuar. Vocês devem estar achando estranho e estupidez minha, eu sei. Como eu posso fazer tudo isso, tendo apenas dois meses de namoro com ela? Eu também não sei exatamente, mas o amor é assim. Eu nunca tive tanta certeza de algo antes na minha vida, quanto eu tenho de que era ela a mulher da minha vida e era com ela que eu queria passar toda a minha vida. Era com ela que eu queria ter uma vida, ter uma vida que eu poderia chamar de nossa, e agora eu vou ter. Eu espero que vocês possam me entender e que me perdoem. Mas pensem, só! Como alguém poderia viver sem a sua vida? Realmente eu espero que me desculpem, mas eu preciso dela e prometi que ficaria com ela para sempre, e essa é uma promessa que eu tenho que cumprir. Eu amo vocês!”
Os pais de Marcos não sabiam o que pensar, nem o que fazer, não conseguiam acreditar que o seu filho realmente tinha se suicidado. A mãe de Marcos começa a chorar e seu marido a abraça, também com os olhos cheio de lágrimas. Se passam algumas horas e os pais de Marcos recebem a notícia que um navio de pesca tinha encontrado o corpo de seu filho no mar. Marcos provavelmente tinha pulado de um píer e se afogado no mar. Ele realmente tinha se suicidado por sua amada. No outro dia foi o enterro de Marcos. Todos estavam lá, seus pais, seus amigos, seus professores, e os pais de Gabriela. Então o enterro terminou e os pais de Marcos e os de Gabriela deixaram várias flores sobre os túmulos de seus filhos, e então foram embora. Mas Marcos tinha um último desejo, que estava escrito no final do bilhete, e que seus pais realizaram com o maior prazer, é claro. Ele queria ser enterrado ao lado do túmulo de sua amada, e que em sua lápide estivesse escrito a seguinte frase: “Juntos para toda eternidade”. 

LINDA LINDA LINDA *---* #euchorei    

terça-feira, 26 de abril de 2011



Viver acreditando que há sempre um mundo melhor a ser descoberto.



sábado, 23 de abril de 2011



desenho feito por mim *-*
Um garoto de apenas 9 anos, quieto, mas que amava muito sua mãe. Num belo dia, aniversário de sua mãe, resolveu presenteá-la. Pegou seus lápis de cor, e começou a desenhar na parede onde sua mãe acabara de pintar. Algumas horas se passaram e enfim, o garotinho terminou.

Sua mãe chega cansada do trabalho, e resolve ir deitar. Chegando em seu quarto, vê sua parede toda rabiscada, estressada, pegou seu filho pelo braço e
pegou seu filho pelo braço e o espancou até a morte. Alguns minutos depois, quando o momento de raiva passou, viu a besteira que fez. Chorando muito, encontrou um bilhete onde dizia: “Mãe, me desculpa por rabiscar sua parede com esses desenhos que aparentemente parecem apenas rabiscos. Mas, se observá-lo bem, verá que somos nós dois, juntos e felizes para sempre. Não tenho dinheiro para comprar algo melhor, pois ainda sou novo e não trabalho. Mas é de coração. Espero que quando ver... perceba o quanto eu te amo, mãe. Eu quero crescer ao seu lado e torná-la a mãe mais feliz do mundo”




Moral: Por mais estressado que esteja... não desconte em quem te ama. Porque em pequenos atos, é que se constrói grandes problemas. E acaba prejudicando não só a você, mas quem te ama e te quer bem.



Minha mãe tinha apenas um olho. Ela era muito bonita mas aos 15 anos comecei a odiá-la,eu morria de vergonha dela...
Lembro-me que em uma reunião escolar ela foi até á escola pegar minhas notas na hora em que ela veio na minha direção, minha cara queimou de vergonha;
quando ela veio na minha direção desviei dela correndo e ela me gritou: Filho filho!!
Nesse momento meu mundo desabou todos os meus amigos me olhando com nojo e despreso, naquele momento queria me enfiar num buraco...
cheguei em casa já perguntando pra ela:

- Por que vc me fez passar essa vergonha na escola hoje?? Não percebe que te odeio??
Minha mãe chateada vou para cozinha me preparar um lanche.
Continuei a insistir a pertuba-la e perguntei:

-Por que você só tem um olho?? Por que não morre de uma vez??
Minha mãe então começou a chorar ali mesmo, ela não aceitava de saber que o seu próprio filho a rejeitava...
Os dias se passavam, eu e minha mãe não nos falávamos muito apesar que moravamos na mesma casa...
Comecei a namorar com uma garota da minha rua e três meses depois ela ficou grávida e então me casei com ela!
Não convidei minha mãe para o casamento, nem se quer apresentei minha filha á ela...
5 meses depois me mudei dali fui morar em uma cidadezinha á 50 km de lá.
6 anos depois uma mulher bate em minha porta e minha filha atende:

- Olá minha netinha!disse a minha mãe a minha pequena Isabela.

- Quem é vc? você é minha vovó??


Minha mãe acenou que sim com a cabeça sorrindo e abraçando a Isabela!

Quando cheguei do lado de fora fiquei com tanta raiva que mandei minha filha entrar e xinguei minha mãe...
Disse a ela que não tinha o direito de nos perturbar!

Minha mãe aos prantos saiu dali arrasada e descontrolada.
No momento não dei a mínima ideia, mas depois pensei bem e la no fundo do coração me bateu um arrependimento de todas aquelas coisas que disse para ela!
Uma forte dor tomou conta do meu coração veio em minha mente tudo aquilo que ela havia feito por mim quando criança, dois dias depois decidi então ir até a minha antiga casa para conversar com ela.

Quando cheguei la seu corpo estava caido no chão com uma foto minha e um bilhete.
No bilhete estava escrito:

- Filho me perdoe por tudo,minha intenção era só te ajudar,queria o melhor para você, sempre fiz de tudo para te dar do melhor!
Apesar do seu desprezo continuarei te amando por toda vida!
Ahh, filho você se lembra a sete anos atras quando me perguntou por que que eu só tinha um olho??
Agora posso responder:

É porque quando você era bem pequenino teve um problema nos olhos aí eu te dei minhas córneas só por isso ta filho?

Desculpe-me pela vergonha na escola!!
ahh e sua filha é linda
Só mais uma coisinha filho, não esquece que te amo ta??

Moral da história
Não despreze as pessoas que te amam pois elas podem estar fazendo sacrifícios por você!!
 

sexta-feira, 22 de abril de 2011

Level 1: Acorda 
Level 2: Tenta levantar 
Level 3: Ta quase pra levantar 
Level 4: Volta a dormir 

GAMEOVER...
O (a)mor que eu si(n)to por ti é maior que tu(d)o e vai se(r) (e)terno e (i)nfinito!




códigos


Confiança: Muitas atitudes para conseguir e apenas uma errada para perder.
"O que não nos mata só nos faz mais fortes."




(SlipKnot)


A vida é uma peça de teatro que não permite ensaios. Por isso ...

cante, chore, dance, ria e viva intensamente.
Antes que a cortina se feche e a peça termine sem aplausos



-william shakespeare
Há quem diga que a distância atrapalha, e que por causa dela o amor não existe, mais é por causa da distância que os beijos começam a ser sonhados e os abraços tão desejados. Os encontros tornam-se desejos. O coração passa a ser um só. A solidão pode até bater em sua porta, uma ou duas vezes.. mais a certeza de ter um ao outro, acaba com qualquer solidão. Os planos começam a ser feitos, com a certeza de que serão cumpridos. E pensar que estão cada um em um canto do mundo. É como se estivessem juntos, o tempo inteiro. As palavras valem muito, valem tudo, são ditas, com a certeza da resposta. A felicidade é grande, mais não é medida, por dias nem anos, mas por instantes. Podem haver milhões e milhões de quilometros mais o amor consegue ser um bilhão de vezes maior. A distância é algo que só quem consegue superar, entende. O valor de uma foto, ou de uma carta só quem vive sabe o valor de um verdadeiro amor!

Quando encontrar alguém. E esse alguém fizer seu coração parar de funcionar por alguns segundos, preste atenção: pode ser a pessoa mais importante da sua vida. se os olhares se cruzarem e, neste momento, houver o mesmo brilho intenso entre eles, fique alerta: pode ser a pessoa que você está esperando desde o dia em que nasceu. se o toque dos lábios for intenso, se o beijo for apaixonante, e os olhos se encherem d'água neste momento, perceba: existe algo mágico entre vocês. se o primeiro e o último pensamento do seu dia for essa pessoa, se a vontade de ficar juntos chegar a apertar o coração, agradeça: algo do céu te mandou um presente divino: o amor! se um dia tiverem que pedir perdão um ao outro por algum motivo e, em troca, receber um abraço, um sorriso, um afago nos cabelos e os gestos valerem mais que mil palavras, entregue-se: vocês foram feitos um pro outro. se por algum motivo você estiver triste, se a vida te deu uma rasteira e a outra pessoa sofrer o seu sofrimento, chorar as suas lágrimas e enxugá-las com ternura, que coisa maravilhosa: você poderá contar com ela em qualquer momento de sua vida. se você conseguir, em pensamento, sentir o cheiro da pessoa como se ela estivesse ali do seu lado.. se você achar a pessoa maravilhosamente linda, mesmo ela estando de pijamas velhos, chinelos de dedo e cabelos emaranhados.. se você não consegue trabalhar direito o dia todo, ansioso pelo encontro que está marcado para a noite.. se você não consegue imaginar, de maneira nenhuma, um futuro sem a pessoa ao seu lado.. se você tiver a certeza que vai ver a outra envelhecendo e, mesmo assim, tiver a convicção que vai continuar sendo louco por ela.. se você preferir fechar os olhos, antes de ver a outra partindo: é o amor que chegou na sua vida. muitas pessoas apaixonam-se muitas vezes na vida, mas poucas amam ou encontram um amor verdadeiro. ás vezes encontram e, por não prestarem atenção nesses sinais, deixam amor passar, sem deixá-lo acontecer verdadeiramente. É o livre-arbítrio. por isso, preste atenção nos sinais. não deixe que as loucuras do dia-a-dia o deixem cego para a melhor coisa da vida: o amor!
- carlos drummond de andrade.

quarta-feira, 20 de abril de 2011


Numa atividade em sala de aula a professora pergunta:

 Professora: Qual personagem de conto de fadas vocês querem ser?
Aluna1: A Branca de Neve.
Professora: Por que?

Aluna1: Ela é linda, e tem um príncipe que à ama, com cavalos, castelos, e ela tem um final feliz.


Professora: E você?

Aluna2: Eu quero ser a Rapunzel. 
 Professora: Porque?

Aluna2: Porque ela é linda, e tem um principe que lutou por ela. E ela mora em um castelo gigante, o mais bonito de todos!

Professora:  E você, qual você quer ser?
Aluna3: Eu quero ser a princesa Fiona, do Shrek.
Professora: Mas por que? Você não quer ser a Cinderela, ou outra mais bonita?
 Aluna3: Não. A Fiona é a mais bonita. Ela se aceita como ela é, diferente de todos como eu, pra viver com quem ela realmente ama e que também ama ela de verdade. Ela tem um burro que fala, isso não é mais legal do que cavalos? Veja só, ela é feliz e não precisa de castelos nem de um homem bonito por fora. Eu queria um Shrek pra mim. Queria que alguém me aceitasse por quem eu sou. E ele me ensinou que eu não preciso ser perfeita pra ter um final feliz.

terça-feira, 19 de abril de 2011

Se eu correr atrás de alguém, acredite, é porque eu realmente amo essa pessoa.

Quando você for perfeito , eu deixo você falar dos meus defeitos ok ? Mas enquanto isso mantenha sua boca fechada para falar de mim.

A diferença entre “gostar”, “estar apaixonado” e “amar” é a mesma diferença entre “agora”, “por enquanto” e “para sempre”.

Não precisa gostar de mim, ter respeito já é o suficiente.

50 coisas que toda garota quer, mesmo que ela não peça!



1. Pegue-a pela cintura.
2. Realmente converse com ela.
3. Compartilhe segredos com ela.
4. Dê a ela seu casaco.
5. Beije-a lentamente.
6. Abrace-a.
7. Segure-a.
8. Ria com ela.
9. A convide para algum lugar.
10. Marque de sair com ela e seus amigos junto.
11. Sorria com ela.
12. Tire fotos com ela.
13. Puxe-a para seu colo.
14. Quando ela disser que te ama mais, negue. Discuta com ela.
15. Quando os amigos dela disserem que a amam mais do que você, negue. Discuta com eles e a abrace, para 
que ela não chegue até eles, isso a fará se sentir amada.
16. Sempre que vê-la a abrace e diga que a ama.
17. Beije-a inesperadamente.
18. Abrace-a por trás pela sua cintura.
19. Diga que ela é linda.
20. Diga a ela porque a ama.
21. Abra as portas para ela, leve-a até o carro, isso fará com que ela se sinta protegida, e ser gentil nunca é demais.
22. Diga a ela que ela é tudo pra você - mas apenas se ela realmente for.
23. Se parecer que tem algo errado, pergunte a ela, se ela disser que não é nada - ELA NÃO QUER FALAR SOBRE 
ISSO - então simplesmente abrace-a.
24. A faça se sentir amada.
25. Beije-a na frente de OUTRAS garotas que você conheça..
26. Não minta para ela.
27. NÃO a engane.
28. Leve-a para TODOS os lugares que ela quiser.
29. Mensagens de texto ou ligações pela manhã dizendo para ela ter um bom dia na escola, e o quanto sente 
falta dela.  
30. Esteja sempre lá quando ela precisar e quando não precisar também, apenas para que ela saiba que pode 
contar com você sempre.
31. Abrace-a apertado quando ela estiver com frio, para que ela possa te abraçar também.
32. Quando você estiver sozinho, abrace-a apertado e beije-a.
33. Beije-a na bochecha (isso dará um sinal a ela de que você quer beija-la)
34. Durante os filmes, coloque o braço em volta dela, e depois ela vai automaticamente se encaixar em seus ombros, inclinando sua cabeça, em seguida, levante seu queixo lentamente, e beije-a levemente.
35. Nunca diga a ela para sair, mesmo brincando, ou mesmo que esteja agindo como louco. Se ela é o conforto, incomoda.
36. Quando as pessoas a ofenderem, brigue por ela.
37. Olhe fundo nos olhos dela e diga que a ama.  
38. Deite-a em seu peito para que ela possa ouvir a batida do seu coração, acaricie seu cabelo, e beije-a na 
testa, e deixe-a apenas descansar os olhos enquanto você entrelaça os dedos dela.
39. Ao caminhar ao lado dela, segure sua mão.
40. Ligue ou mande mensagens de texto de noite, para lhe desejar bons sonhos.
41. Ao abraça-la, abrace-a o máximo possível.
42. Conforte-a enquanto ela chora e enxugue suas lágrimas.
43. Leve-a para caminhadas a noite.
44. Sempre a lembre o quanto você gosta dela.
45. Sente no colo dela, diga o que sente por ela e incline-se levemente para beija-la.
46. Não tenha vergonha de mostrar que ama perto de seus amigos.
47. Desculpe-se quando magoa-lá.
48. Diga que pensa nela em todos os momentos.
49. Diga que quer dividir tudo ao seu lado, coisas boas e ruins.
50. A ame, simplismente a ame. 

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Hooje !

129º Aniversário de Monteiro Lobato!

José Bento Renato Monteiro Lobato foi um dos mais influentes escritores brasileiros do século XX. Foi um importante editor de livros inéditos e autor de importantes traduções.

Parabéns pra esse íncrivel escritor, e para suas obras que marcaram minha infancia ! 




domingo, 17 de abril de 2011


 


 


Alérgico

     Anahi.


Me fere o barulho dos automóveis
Perdi meu oxigênio e minha vontade
Enquanto avança a dor um quilômetro mais
Eu fico e você vai

Nesta noite de estrelas imoveis
Seu coração é alérgico a mim
Ainda bate em mim por engano
Um milímetro atrás
Respiro em um congelador e não sairei jamais

(Refrão)
Já não curarei sua solidão
Quando a cidade dorme
Não estarei para ouvir
Suas histórias tolas
Não é porque você está com medo de sentir
Porque você é alérgico a sonhar
E perdemos a cor
Porque você é alérgico ao amor...

Eu estou andando nas tempestades
Buscando um território neutro
Onde eu não te esculte
Onde aprender a esquecer
Para não morrer e não viver
Assim, fora do lugar

(Refrão)
Já não curarei sua solidão
Quando a cidade dorme
Não estarei para ouvir
Suas histórias tolas
Não é porque você está com medo de sentir
Porque você é alérgico a sonhar
E perdemos a cor

Você sabe
Não vou cuidar dos seus passos
Não posso de defender de você mesmo

(Refrão)
Já não curarei sua solidão
Quando a cidade dorme
Não estarei para ouvir
Suas histórias tolas
Não é porque você está com medo de sentir
Porque você é alérgico a sonhar
E perdemos a cor
Por que você é alérgico ao amor ...